20 de agosto de 2009

Em Portugal temos de escolher a hora para ser vitimas


Não sei se viram as notícias de ontem, mas mais uma vez, neste País acontecem coisas que nem nos de terceiro mundo devias acontecer.

Uma violação é coisa (imagino eu) que não seja muito fácil de denunciar.

Uma rapariga de 17 anos foi violada em Telheiras, quando se dirigiu ao hospital, por volta das 8 da noite, para ser examinada e efectuarem a recolha de vestígios e provas do acto do crime, disseram-lhe que tais exames tinham de ser feitos no Instituto de Medicina Legal, MAS, como não tinham ninguém disponível aquela hora, que ela tinha de aguardar até as 8 da manhã (12 horas), para ser examinada, pois os médicos saíram às 17.30, (parece que neste pais há horas para ocorrerem os crimes) e até lá não podia tomar banho, e se queria beber água tinha de ser por uma palhinha, pois tinha de manter os vestígios todo que conseguisse até a hora do exame.
Isto é chocante, a vítima deste cruel acto, é violada pelo agressor, e nem sequer a sujidade dele pode tirar do corpo.
Numa situação destas devia alguém estar de prevenção, é muito cruel o que esta rapariga teve de suportar.
Ontem tb aconteceu um caso semelhante a uma rapariga de 22 anos, mas esta tomou banho, logo as provas recolhidas são mais fracas.
Nenhuma delas teve apoio psicológico depois de um trauma destes. Não entendo como isto acontece, e ainda vêm com uma calma brutal dizer que têm poucos médicos e que estão a efectuar horário de Verão (segunda a quinta das 8.30 ás 17.30, de quinta a domingo, não me lembro do horário mas já lá estão de noite.
Parece que em Portugal temos horários e dias para ser vítimas e não temos conhecimento.
É triste não acham?
Só espero que estes dois animais sejam apanhados e condenados.

6 comentários:

Anne disse...

arrepiei-me toda quando vi a notícia. macabro mesmo... eu aramva logo barraco.

Mikas disse...

Realmente que acontecimento surreal!!!! Se fosse com os filhos de quem organiza esses serviços iam buscar quem fosse preciso ao fim do mundo!

Carla disse...

Não vi essa notícia... mas possa muito mau... Coitadas. Parecemos mesmo um país de terceiro mundo :/

ricardo disse...

Sinceramente axo q somos cada vez mais um país de 3º mundo, pois o q aconteceu com essas jovens é simplesmente absurdo, mas em q país vivemos onde se chega a este ponto, Portugal no seu melhor...

edmundo disse...

Bem perto de mim já se passou algo semelhante, e sei o dificil que foi para essa pessoa, passar por isso em tribunal inclusive.
Mas deus é grande e o FDP foi dentro pela segunda vez do mesmo como vai este país .

Just Me...S disse...

Quando ouvi a noticia nem queria acreditar... :(((