5 de dezembro de 2009

Carpe Diem

Eu não sei quanto a ti que me lês, mas sou uma pessoa que por vezes vai adiando muita coisa ao longo da vida.
Quando ponho uma coisa na cabeça vou até ao fim, mas primeiro que tome uma decisão pode levar muito tempo.....
O mesmo acontece por exemplo em relação a pessoas, visitar alguém, fazer um simples telefonema, são coisas que por vezes vou adiando, e depois sinto que errei redondamente, chega até a ser tarde de mais.
Não é por mal, o dia a dia chega a ser uma correria, uma pessoa está no trabalho, pensa tenho de telefonar a pessoa X, e acaba por não ligar, quando se lembra já são 23h, claro que já não vai ligar...
Eu tenho pessoas na família que nem no meu aniversário me telefonam, e não me chateio, tudo bem fomos-nos afastando, aceito isso, não forço ninguém a se relacionar comigo.
Mas existem outras que me custa por vezes este afastamento, os meu padrinhos por exemplo, adoro-os aos dois, e não moram assim tão longe como isso, com as coisas do dia a dia, acabo por os visitar uma ou duas vezes por ano (inadmissível eu sei), falo algumas, mas poucas vezes ao telefone.
Será que eles sabem o que significam para mim?
Será que têm uma noção das vezes que penso neles?
Eu acho que não, e a minha Madrinha, infelizmente já não vai ter essa noção :(, está muito mal no Hospital e o meu padrinho anda a sofrer com o estado de saúde dela.
O cancro, ou qualquer variante dele, é a maior merda que alguém pode ter, leva-te desta vida, e com sofrimento, para o doente e para os familiares.
Por favor, contactem aquelas pessoas de quem gostam, não deixem para amanhã, pode ser tarde de mais.
Parem de adiar planos que tenham para a vida, nunca sabemos o dia de amanhã, e se esperam por alturas ideais, elas não existem.
Sejam quais forem os vossos planos para o futuro, transfiram-nos para o presente, executem-nos, aproveitem a vida ao máximo.

Beijinhos a todos

7 comentários:

Galo disse...

O mais caricato é que vivemos na era da comunicação e cada vez comunicamos menos.
Ou porque o tempo é pouco e passamos a vida numa correria infernal, ou porque os interesses vão divergindo com a passagem do tempo.
O pior é que nos vamos afastando e quando acordamos para a realidade, é quase sempre tarde demais.

P.S. As obras ainda não arrancaram e já comecei a gastar dinheiro.
Amanhã é que vou saber se começam dia 9, ou se ficam para depois do Natal. Mas só a procura de materiais é extenuante. No que toca a ladrilhos e azulejos, estão comprados, mas passei a tarde a ver salamandras e ainda não me decidi.
Metendo mulheres pelo meio, é isto... eheheh


Beijo.

MarKekas disse...

Bem.. acho que isto é um mal que assola muita gente, e eu tb não sou excepção. Tb vou adiando, adiando, e quando me dou conta parece que já é tarde para falar com algumas pessoas mais próximas, e depois quase que se perde o contacto, surgem situações de orgulho sem sentido, etc. Tenho situações destas com tios meus, com amigos e tb com padrinhos..

Olha, só espero que ainda exista uma solução para a tua madrinha. Vai ve-los e transmite-lhes o máximo de força, pois bem devem estar a precisar. Diz-lhes o que sentes, para que fiquem com a noção do quanto gostas deles. Nunca é tarde.

Vou tentar seguir o teu conselho. Podia dizer que não é fácil.. mas é, é fácil.. as pessoas é que tornam complicadas coisas que no fundo são extremamente simples.

Beijinhos e Força!***

Saltos Altos Vermelhos disse...

eu vou vivendo um dia de cada vez!

Nuno disse...

com este post... cheguei a conclusão que não gostas mesmo nada de nós :(

não nos visitas, não dizes nada, não participas... :(

Sara disse...

Não sejas asim :(
Com este Post devias ter entendido que eu sou é distraida, e vou deixando passar o tempo e arrependo-me.
Quando respondi a tua msg perguntei quando lá podiam ir a casa troll

Nuno disse...

vou cortar os pulsos... a seguir ao natal e ano novo :)

carla alves disse...

Eu estou sempre a adiar!

Sou aquela q deixa sempre para amanhã, o q poderia ser feito hoje :(

Portanto Sara, até te entendo lol